“Deus sabe o que faz” – uma abordagem pós-colonialista de “Pai contra mãe”, de Machado de Assis e “A menor mulher do mundo”, de Clarice Lispector

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Renan Silva Magalhães Gracia Regina Gonçalves

Resumo

Esse artigo apresenta um estudo comparativo dos contos “Pai Contra Mãe”, de Machado de Assis e “A Menor Mulher do Mundo”, de Clarice Lispector, do ponto de vista da crítica da alteridade. Ainda que pertençam a momentos distintos, tencionamos mostrar como estes dois autores, não comumente classificados dentro do panorama do pós-colonialismo, recorrem a uma temática semelhante nos contos abordados: a representação e o aviltamento da mulher negra. Acreditamos que, projetando a emergente sociedade capitalista do sec. XIX, e a sociedade burguesa do cenário contemporâneo, ambos desnudam, cada um a seu modo, a crueldade e/ou alienação que as caracterizam. Para esta tarefa, noções ligadas à constituição discursiva do sujeito pós-colonial e do conceito de violência segundo, Bakhtin, Butler, e outros serviram de guia a essa análise.


Palavras-chave: Conto, Pós-Colonial, Machado de Assis, Clarice Lispector

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
MAGALHÃES, Renan Silva; GONÇALVES, Gracia Regina. “Deus sabe o que faz” – uma abordagem pós-colonialista de “Pai contra mãe”, de Machado de Assis e “A menor mulher do mundo”, de Clarice Lispector. Jangada: crítica, literatura, artes, [S.l.], n. 8, p. 26-43, fev. 2017. ISSN 2317-4722. Disponível em: <http://www.brazilianstudies.com/ojs/index.php/jangada/article/view/143>. Acesso em: 17 dez. 2017.
Seção
Artigos

Referências

ASSIS, Machado de. 1994. Obra Completa, vol. II. Rio de Janeiro: Nova Aguiar.
BAKHTIN, Mikhail. 1979. Os gêneros do discurso. São Paulo: Martins Fontes, p. 277-326.
_______. 1992. Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes
BONNICI, Thomas. 1998. Introdução ao estudo das literaturas pós-coloniais. Mimesis, Bauru, v. 19, n. 1, p. 07-23.
_______. 2005. Conceitos-chave da teoria pós-colonial. Paraná: Eduem.
BUTLER, Judith. 2015. Quadros de guerra: Quando a vida é passível de luto? Tradução Sérgio Tadeu de Niemeyer Lamarão e Arnaldo Marques da Cunha. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.
FIORIN, José Luiz. 2008. Introdução ao pensamento de Bakhtin. São Paulo: Ática.
JUNQUEIRA, Ivan. 2009. Machado de Assis e a arte do conto. Porto Alegre, v. 2, n. 2, jul./dez, p. 116-120
LISPECTOR, Clarice. 1998. Laços de família. Rio de Janeiro: Rocco.
LOPES, Felipe Pereira. 2006. A enunciação dos provérbios como estratégia de persuasão e seus efeitos de sentido na atividade argumentativa. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro.
MARTINS, Leda. 2007. A fina lâmina da palavra. Belo Horizonte: O Eixo e a Roda: Revista de Literatura Brasileira. p. 55-83.
MEMMI, Albert. 2007. Retrato do colonizado precedido de Retrato do colonizador. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.
RODRIGUES, Rosângela Hammes. 2005.Os gêneros do discurso na perspectiva dialógica da linguagem. São Paulo: Parábola.
SIQUEIRA, Joelma Santana. 2010. Sentimentos em família no conto “A menor mulher do mundo”, de Clarice Lispector. Paraná: Revista de Estudos Literários – Terra roxa e outras terras. p. 26-37.